Hubstaff
Estilo de Vida

Como Criar Novos Hábitos

Atualizado no dia

Quantos de nós não que mudar certos hábitos por forma a podermos ter uma vida melhor e conseguirmos ser mais bem-sucedidos?

Existem diversas coisas com as quais não estamos contentes ou que não vemos que nos ajudem de alguma forma, mas nem sempre vemos a melhor solução para transformar esses maus-hábitos em algo que realmente seja benéfico para nós.

Muito mais difícil se torna o processo para mudarmos e por vezes nem temos a motivação. Seja em qua momento for, que te encontres na tua vida, nunca é tarde para mudares e a força e coragem de o fazer está pura e simplesmente em ti!

Está na hora de criar novos hábitos e seguir o caminho do sucesso nas nossas vidas, como tal aqui ficam dicas sobre a criação de hábitos e como estes podem te levar ao sucesso que procuras ter na tua vida profissional e pessoal.

Será que os maus-hábitos podem ser bons para ti?

Alguns maus-hábitos até podem te tornar mais forte. Se és o tipo de pessoa que tem dificuldades em expressar raiva, desenvolver o hábito de expressares esse sentimento de forma equilibrada pode mesmo ajudar-te a desanuviar a mente e tomar melhores decisões. Já foi descoberto que expressar raiva leva o cérebro a libertar menos hormonas do stress – cortisol. O cortisol está associado a problemas de coração e obesidade.

Outros “maus” hábitos, tais como, beber café e vinho até dizem que te faz bem, se consumido em moderação. Em excesso, qualquer hábito ou comida pode ser algo que tenhas de desistir, mas em moderação não faz mal.

Um bom exemplo de como um bom-hábito pode se tornar num mau-hábito é navegar na internet. Se navegas na internet para aprender algo ou criar um negócio, pode ser uma coisa boa. Mas, se acabas por te endividares nas compras desnecessárias ou por visitar sites que podem te causar problemas na tua relação, esse tipo de utilização da internet pode ser mau para ti!

Até mesmo o hábito de se ser desleixado pode ser algo bom para ti, desde que não fique fora de controlo. Uma pessoa que constantemente desinfeta a casa até pode estar a criar um ambiente pouco saudável.

Quando limpas os pequenos germes, poderás estar a limpar o caminho para germes que são muito mais perigosos. E, muitas vezes, os desinfetantes e os purificadores de ar (perfumes) não são bons para quem sofra de asma e de problemas respiratórios.

O processo de se quebrar com um mau-hábito também pode ser bom para ti. Quando dás uso da tua mente e da tua força de vontade, por forma a ultrapassares obstáculos que te mantêm longe de atingires o sucesso, estás a tornar-te mais forte e a ficar mais apto(a) a resistir à próxima ronda de crises que poderão aparecer.

Também estarás a criar a tua capacidade de te comprometeres com algo, quando tu te comprometes e dás seguimento a quebrar com maus-hábitos. E, quando te forças a pensar nos maus-hábitos e nas formas de os ultrapassar, tu podes mudar o meio em que te encontras e o teu estilo de vida.

Atrvés de maus-hábitos repetitivos, tu podes mais facilmente identificar os bons-hábitos que tu queres que se tornem repetitivos. Muito provavelmente, o teu comportamento será com certeza afetado pelo o que descobres sobre ti mesmo(a) e, assim, mais facilmente podes criar a vida que pretendes.

Quando reconhecidos, os maus-hábitos podem te ensinar muito sobre o meio em que te encontras e como este te afeta. Por exemplo, tu podes comer de forma saudável quando estás em casa, mas ter por hábito encomendar muita comida quando estás num restaurante. Ao reconheceres e planeares como ultrapassares esse mau-hábito, tu podes aprender muito mais sobre ti mesmo(a) e o que te motiva.

Compromete-te com os Bons-Hábitos e Perde os Maus-Hábitos

Raramente precisamos de nos comprometer com maus-hábitos para que estes prevaleçam. Esses maus-hábitos parece que nos seguem, independentemente do quanto queremos parar com eles. No entanto, os bons-hábitos requerem tempo e compromisso para serem criados e nos mantermos neles.

Book Gift - www.wook.pt

Uma coisa que podes fazer, que te ajudará a te manteres comprometido com um bom-hábito, é visualizá-lo. Imagina a felicidade que sentirás, como te vais ver e como te vais sentir cada vez que praticares esse bom-hábito que tu queres adquirir.

Uma boa forma de dar mais enfase ao teu compromisso com bons-hábitos é a de escreveres os benefícios do mesmo. Por exemplo, se te comprometes em criares o teu negócio, escreve os possíveis problemas financeiros que deixariam de existir se atingires o sucesso. Seria a educação dos teus filhos ou uma viagem que tanto sonhas fazer?

Escreve também os sacrifícios que precisarás de fazer se te comprometeres com os bons-hábitos. Por exemplo, se te comprometeres em perder peso, poderá ser melhor não cederes à tentação de ires a uma grande jantarada com os teus amigos(as). Deixar de beber também poderá ter algumas consequências na tua vida social.

Não desistas se por acaso falhares. Quando estás verdadeiramente comprometido(a), tu não podes desistir ao primeiro sinal de falhanço! Pessoas bem-sucedidas nunca teriam chegado onde chegaram se tivessem desistido depois de falharem uma ou mais vezes.

Para te livrares de um mau-hábito tens de “entrar de cabeça” por completo. Tu tens de perceber porque é que esse mau-hábito te continua a atormentar. Será um hábito aditivo, tal como fumar ou beber? Se assim é, poderás precisar de ajuda profissional.

Tu também tens de te concentrar no teu desempenho, em vez de te focares no quão consistente são os teus esforços. Por exemplo, se te comprometes em fazer exercícios de cardiovasculares três vezes por semana, mas só tens vontade de fazer alguns exercícios de Yoga, pelo menos mantiveste a rotina de fazer exercício. Fazendo com o mau-hábito seja facilmente deixado de lado.

Infelizmente, nada acontece de forma automática, como programar um computador por forma a trabalhar de certa forma. Para se conseguir chegar a algum lado, quanto à criação de bons-hábitos, tu tens de te comprometer passando pelas dificuldades para chegares lá. Tu podes te comprometer com um bom-hábito por 30 dias e teres um bom começo para o tornares permanente.

E, se vais deixar de lado algo que realmente gostas por seguires um mau-hábito, certifica-te que o substituis por algo que não interfira com a criação do bom-hábito, mas que tu apreciarás. Se recompensar é uma boa forma de se adotar um bom-hábito e se deixar de lado o mau-hábito.

Certifica-te que os teus hábitos estão a ser adquiridos ou deixados de lado porque tu assim o queres e não porque alguém pensa que o deverias fazer. Não olhes para o que os outros dizem, mas sim para o que tu queres fazer, pois só assim te manterás no caminho de deixar esses maus-hábitos.

Criar Hábitos que te Ajudarão a ser Bem-Sucedido(a)

As pessoas mais bem-sucedidas no mundo, não chegaram a esse ponto sem desenvolverem alguns hábitos bem-sucedidos, que são tanto motivadores como inspiradores. Quando os teus dias são preenchidos com hábitos que são intencionalmente criados por forma a te levarem ao auge do sucesso, tu chegarás lá.

O sucesso poderá não querer dizer obrigatoriamente grandes quantidades de dinheiro, mas sim, poderá ser o sucesso em te manteres saudável, educar crianças responsáveis e carinhosas ou até mesmo criar um negócio do qual te sentes orgulhoso(a) e que ajuda outros.

Seja o que for que vá de encontre com a tua definição de sucesso, tu poderás chegar lá mais rapidamente e de forma proveitosa, se criares alguns hábitos que são destinados a te ajudar a ser bem-sucedido(a).

As seguintes técnicas poderão ajudar:

  • Sacrifica-te por aquilo que queres – Do que é que tu gostas que podes sacrificar por forma a tingir melhores coisas? O verdadeiro sucesso, seja no que for, raramente é conseguido sem sacrifícios e a criação de hábitos em que desistes de algo por uma causa maior, serão o caminho para qualquer tipo de sucesso.
  • Define o que é sucesso para ti – O sucesso para ti quer dizer que podes viajar mais, ser capaz de pagar por uma boa educação para os teus filhos ou poupar para ter uma reforma mais confortável? Não tentes colocar um valor monetário no sucesso, pensa antes no que te faria muito feliz. Quando pensas no assunto, sucesso e felicidade deverão ser a mesma coisa.
  • Torna-te saudável – Se ainda não te encontras em boa saúde, começa por consumir comidas saudáveis, fazer exercício e adotar medidas preventivas por forma a poderes usufruir de uma boa saúde ao longo dos anos. Um corpo saudável mantém uma mente saudável e tu precisas dos dois por forma a atingires e aproveitares de qualquer tipo de sucesso.
  • Estabelece uma rotina – Quando acordas todos os dias à mesma hora, os teus hábitos de dormir manterão a tua mente mais ativa e assim conseguirás ser mais produtivo(a). A maioria das pessoas extremamente bem-sucedidas acordam mais cedo do que todos os outros. No entanto, não transformes essa rotina em algo aborrecido, mas sim em algo entusiasmante.
  • Trabalha mais do que os outros – Nunca deixes a concorrência te salte em cima. Estuda mais, trabalha mais, tenta mais e planeia mais que o sucesso te encontrará. Depois, tu aproveitarás mais pois tu trabalhaste mais afincadamente para o teres.

Não te esqueças de também estares agradecido(a) por tudo o que tens neste momento. Quando estás agradecido(a) por aquilo que tens neste momento, tens tendência para seres mais feliz. Uma atitude positiva é seguida por se ser grato(a) e torna-se num hábito que é efetivo por forma a gerar o sucesso que desejas.

Os Bons-Hábitos São a Poção Mágica da Mente

A cada dia a tua mente leva-te numa certa direção, por vezes por escolha própria e outras vezes de formas que menos esperavas. Tu passas pelo teu dia-a-dia através dos hábitos que tu criaste, tal como escovar os dentes ou beber um café. Quando aprendes a controlar a mente, tal pode ser uma poção mágica que determinará o sucesso que queres.

Tanto bons como maus-hábitos são o que fazem as nossas vidas andarem para a frente e tu podes criar mais bons-hábitos do que maus, se encontrares formas de manteres a tua mente comprometida nos mesmos. Não é tão fácil como possa parecer. O subconsciente, que não controlas, tem muito haver com a aprovação ou sabotagem das resoluções que tomaste para os teus bons-hábitos.

É por essa razão que muitas pessoas falham na dieta que começaram em fevereiro. O subconsciente não estava verdadeiramente sincronizado e não gostou da ideia de estar privado do sentimento de conforto e consolação que se tem quando se come produtos altos em calorias.

Sendo que o subconsciente não pode ser controlado, a única esperança que poderás ter de substituir um mau-hábito por um bom-hábito é destruindo-o. Existem várias formas de se conseguir fazer isso e cada uma requer um verdadeiro compromisso da tua parte por forma a o ultrapassares.

Aqui vão algumas formas de tornar os bons-hábitos em poções mágicas que te levarão ao derradeiro sucesso:

  1. Autodisciplina – A não ser que desenvolvas uma grande dedicação à autodisciplina, os teus esforços para criares bons-hábitos poderão falhar grandemente. Compromisso significa planear antecipadamente como se manobrar o subconsciente quando tu começas a duvidar e tens mais dificuldade em ver a linha final.
  2. Dedica-te às tarefas mais difíceis nos momentos em que és mais produtivo(a) – Se és mais produtivo(a) durante a manhã, é nessa altura que deverás fazer as atividades que são mais difíceis, tal como exercício. Pode rapidamente se tornar num hábito a longo-termo se for repetido muitas vezes e tal pode ser uma poção mágica que te levará ao sucesso no exercício.
  3. Rapidamente substitui pensamentos negativos por positivos – Os pensamentos negativos parecem vir do nada, mas é o teu subconsciente que está a tentar impor obstáculos no teu consciente. Não deixes que tal prevaleça e sabotagem o teu progresso. Os pensamentos positivos são uma poção mágica que te ajudarão a criar hábitos positivos.
  4. Identifica o que é que tu queres – Quando aquilo que desejas está por fim enraizado na tua mente, é mais difícil de se manter longe disso. Tenta visualizar uma imagem vivida do que o sucesso poderá vir a ser quando o atingires e mantem essa imagem à tua frente quando fores tentado(a) a voltar aos teus velhos hábitos.

As mudanças mais significativas e duradoras só são bem-sucedidas quando tu te dedicas de cabeça e a transformas numa poção mágica para conquistar aquilo que tu queres na vida. Os bons-hábitos que tu crias com a tua mente podem te levar na direção do sucesso e te ajudar a ultrapassar obstáculos que, com certeza, aparecerão no teu caminho.

Como é que os Hábitos podem Afetar a tua Saúde

Como parte da raça humana, tu és uma criatura de hábitos, alguns bons e outros maus. Os maus hábitos como fumar e comer doces são te ensinados. Alguns hábitos são produto do meio em que nos encontramos, mas sejam quais forem os hábitos que tenhas, estes podem por vezes ser irritantes e alguns deles mesmo determinantes para a tua saúde.

Maus-hábitos, tais como os relacionados com comida e fumar são obviamente prejudiciais, mas existem outros que podem levar a situações crónicas, tais como stress, problemas de coração, depressão e ansiedade. Beber muitas bebidas alcoólicas pode afetar o teu fígado e possivelmente o teu estilo de vida devido à perda de trabalho ou relacionamentos.

Free Delivery on all Books at the Book Depository

Aqui estão alguns hábitos que podem não ser tão óbvios, mas que também podem afetar a tua saúde de forma negativa:

  • Privação do sono – Se tens o hábito de dormir pouco por forma a poderes trabalhar mais ou para ficares na noitada, tu não estás a fazer nenhum favor para a tua saúde. A privação do sono pode até mesmo contribuir para a obesidade porque é mais provável que comas algo calórico.
  • Ver televisão ou navegar na internet – Fazer algo em excesso é, por norma, mau para a tua saúde. Se vês muita televisão ou estás constantemente a navegar na internet, é bem provável que não estejas a exercitar o suficiente ou a utilizar o teu cérebro de forma mais produtiva.
  • Procrastinar – Procrastinar sobre coisas, tais como te livrares de maus-hábitos pode em muito afetar a tua saúde em geral. Para além de que, se tens coisas que continuas a deixar de lado, tais como consultas no médico, tu poderás ser afetado negativamente, tanto mentalmente como fisicamente.
  • Raiva – Em certa medida, a raiva pode ser algo bom para ti porque te ajudará a te exprimires e a te livrares de sentimentos oprimidos. Mas, se desenvolveres um mau-hábito de ficares enraivecido(a) e abusivo para com alguém ou o teu trabalho ou seja o que for que te incomoda, pode causar graves problemas de saúde.
  • Relacionamentos – Se um relacionamento se torna num mau-hábito, poderá ser melhor para ti se acabares e começares de novo. Ou que tomes providências por forma a trabalhares nesse relacionamento que poderá ser selvagem, com algum tipo de aconselhamento ou profundas conversas.

Dá uma olhadela aos hábitos que criaste, tanto bons como maus, e analisa como estes poderão estar a afetar a tua saúde. Dá os necessários passos para transformar os maus-hábitos em bons-hábitos e por forma a encontrares as razões pelas quais desenvolvestes esses maus-hábitos em primeiro lugar.

Tu poderás precisar de ajuda profissional por forma a lidar com alguns dos maus-hábitos que estão a afetar a tua saúde. Por exemplo, se já fumas há muitos anos, procura por um profissional para te ajudar a encontrar a melhor forma para deixares de fumar sem teres muitas consequências com isso.

Como Criar Bons-Hábitos Que Sejam Duradores

Aqueles que vivem com uma abundância de bons-hábitos são, por norma, conhecidos como heróis. O poder conquistado por se ter bons-hábitos que afetam o teu corpo e estilo de vida, são aqueles que te tornam num vencedor, mais inteligente, mais forte e mais capaz de enfrentar os desafios da vida.

Se és uma vítima de maus-hábitos e queres te livrar dessa prisão perceberás que criar bons-hábitos que te irão servir com sabedoria será a melhor forma de o fazer.

Aqui vão alguns truques que pessoas bem-sucedidas usam por forma a criarem bons-hábitos que durarão para sempre e te levarão a atingir o sucesso que desejas:

  • Nunca desistir – Não desistas de ti mesmo(a). Se queres ser bem-sucedido(a) nos negócios, desenvolve um plano e mantem-te fiel ao mesmo, apenas fazendo alterações quando descobres que parte do plano não está a funcionar como gostarias. Eventualmente, os teus bons-hábitos farão com que aconteça.
  • Sê específico(a) sobre o plano que queres seguir – Quer seja um plano para exercitares mais ou criares um negócio online, tem um plano que seja específico. Que inclui as datas de quando começarás e o caminho que precisas de percorrer para chegar à linha final. Inclui também os obstáculos que poderás encontrar e como vais lidar com estes.
  • Usa afirmações – Afirmações positivas (frases positivas que repetes sobre ti mesmo(a) e a tua jornada) podem te ajudar a adquirir bons-hábitos no teu cérebro. Usa essas afirmações logo pela manhã e antes de ires para a cama, por forma a te manteres motivado(a).
  • Dá os passos que irão reforçar os bons-hábitos – Por exemplo, se queres ser bem-sucedido(a) na perda de peso, poderás começar por dar o passo de preparar refeições saudáveis com antecedência. Isto também te ajudará a limpares o teu frigorífico e dispensa de alimentos menos saudáveis. Se estiveres constantemente atrasado(a), coloca o despertador ou um alarme para mais cedo.
  • Alimenta o teu subconsciente – A parte consciente da tua mente é no que normalmente te focas. Coisas como o que dizes e como reages são produto do teu consciente, enquanto que o subconsciente é responsável por as tuas emoções e reações automáticas, tal como conduzir ou lavar os dentes antes de deitar.

Por forma a criares bons-hábitos que perdurem, tu tens de apelar tanto ao consciente como ao subconsciente. O teu subconsciente deverá estar convencido dos planos que tens por forma a criares bons-hábitos que perdurem, antes do teu consciente poder executar as ações necessárias por forma a que seja um sucesso.

Como tal, tu deverás dar muita importância quanto ao planeamento antecipado e pensar sobre cada aspeto do caminho que tens de seguir por forma a seres bem-sucedido(a) quanto a criares bons-hábitos que perdurem.

5 Dicas Para Deixar os Maus-Hábitos Para Trás

Os maus-hábitos crónicos podem te deixar para trás profissionalmente, afetar a tua saúde e encurtar a tua vida. Os teus maus-hábitos podem não parecer assim tão maus, mas eles podem afetar as tuas relações com os outros e fazer com que pareças irritante.

Os piores hábitos são aqueles que afetam a tua saúde, tal como fumar e comer em excesso. Existem algumas coisas fáceis que podes fazer para deixares os teus maus-hábitos de lado, mas não existe uma cura rápida. Tu tens de te comprometer com deixares esses hábitos e continuares em frente por forma a criares novos e melhores hábitos que substituirão os maus.

Aqui vão 5 dicas que te podem ajudar a deixares os maus-hábitos para trás:

  1. Determina o que tens ganho com esse hábito – Tu tens de compreender o mau-hábito antes de o conquistares. Por exemplo, poderá ser óbvio que se tens um problema com comer de mais que a comida te trás alguma forma de conforto. Como poderás adquirir conforto de outra forma? É preciso se formar novos hábitos para se quebrar com os velhos, tal como um passatempo para substituir o hábito de se gastar dinheiro.
  2. O que fazes para te sabotares a ti próprio(a)? – Muitos hábitos não podem ser quebrados porque tu não o permites. Se queres ser bem-sucedido(a) nos negócios, tu fazes amizades e crias contatos com aqueles que têm os mesmos objetivos em vez de te isolares. Descobre como te estás a sabotar e faz alterações a esse nível.
  3. Altera a tua rotina – Não há nada mais fácil de quebrar a rotina de um bom-hábito do que o tédio. Enquanto trabalhas para deixares os maus-hábitos de lado, não podes continuar a fazer as coisas como antigamente. Tens de encontrar formas de te “entreteres” e de te sentires confortável, que sejam novidade e interessantes.
  4. Pequenas alterações podem quebrar grandes hábitos – Cortar o mau-hábito pode fazer a diferença, quando se dá tempo suficiente. Pergunta-te a ti mesmo(a) como podes fazer pequenas alterações que terão um grande impacto no mau-hábito que tu queres quebrar.
  5. Define objetivos razoáveis e plausíveis – Os maus-hábitos não podem ser substituídos em momentos. Por exemplo, se precisas de fazer mais exercício por forma a melhorares a tua saúde, compromete-te com pequenos passos ao início, tal como sair do sofá por 10 minutos por dia e andar ou esticar o corpo. Quando isso se tornar num hábito, passa para o nível seguinte – talvez vinte minutos de exercício físico.

Muitos hábitos estão tão enraizados no teu estilo de vida, que levará o seu tempo até que estes estejam completamente fora da tua vida. Passo-a-passo é o processo que te levará a deixar esses maus-hábitos de lado e que te proporcionará um novo e melhor estilo de vida.

Descodificar os Segredos Científicos da Criação de Hábitos

Existem mitos e verdades sobre criar bons e maus hábitos. Poderás pensar que será mais fácil de se criar um mau-hábito do que um bom-hábito, mas na maioria dos casos isso não é verdade. Tanto os maus como os bons-hábitos são igualmente difíceis de se mudar.

Por exemplo, se és um(a) fumador(a), provavelmente tiveste de inalar uns quantos cigarros antes de conseguires fumar sem te engasgares. Mas tu insististe e acabaste por desenvolver um hábito mau e viciante.

Por forma a quebrares o hábito de fumar e criares outros mais saudáveis, tu vais ter de lidar com o hábito que tens de fumar em certos momentos (tal como de manhã e depois das refeições) e também com a falta de nicotina.

Os hábitos não acontecem por acaso. Eles surgem porque existe uma necessidade, consciente ou não, de se conquistar algo, seja por medo ou desejo. Os maus-hábitos podem afetar os relacionamentos, a tua carreira ou a tua saúde, como tal tu precisas de saber a diferença entre os factos científicos da criação de hábitos e os mitos associados.

Como criar e parar hábitos

O livro de autoajuda de Maxwell Maltz, “Psycho-Cybernetics”, porpõe que um verdadeiro hábito pode se tornar parte da tua vida em 21 dias. A teoria é baseada na experiência e não em factos clínicos, mas esta tem sido apoiada diversas vezes em diferentes discussões. Poderá não funcionar para toda a gente, mas é um ponto-de-vista viável.

Um facto científico sobre a criação ou quebra de hábitos é o de que se tu queres mudar um hábito, o novo comportamento terá de se tornar automático. Para se criar hábitos automáticos, estes têm de ser repetidos diversas vezes. É quase como ensinar um cão a apanhar a bola. Enquanto o cão se familiariza com o processo de se atirar a bola e de a ir buscar, este automaticamente estará pronto assim que te vir a apanhar a bola.

Os hábitos que criamos estão enraizados nos caminhos neutros do nosso cérebro e apenas com repetições o desejo se tornará mais profundo e mais enraizado. É interessante que os desejos que dão origem aos maus-hábitos que tu tentas quebrar, nunca desaparecem por completo, mas tornam-se invisíveis com o passar do tempo.

Tu poderás ter deixado de fumar há anos, mas podes facilmente voltar a esse hábito se fores tentado(a). As razões pelas quais a maioria das “dietas” não funcionam são por causa do hábito de se consumir alimentos altamente calóricos está enraizado no teu cérebro, tal como os teus hábitos alimentares. Uma dieta tem de se tornar num estilo de vida repetitivo, em vez de uma perda de peso milagrosa de duas semanas.

Cientificamente falando, quebrar ou criar um hábito, só pode ser conseguido através de atos repetitivos e uma grande força de vontade.

Faz Uso da Tua Força de Vontade Para Criares Novos Hábitos

Se queres criar novos hábitos que te farão feliz e te trarão grande sucesso na tua vida, terás de ter a força de vontade de um vencedor. A força de vontade é uma das melhores ferramentas motivacionais que se pode ter, porque com ela tu te tornas mais forte.

O problema com a força de vontade é que por vezes as tuas fraquezas podem se apoderar de ti e fazer com que tu faças coisas para te sabotares a ti próprio(a) quanto à criação de novos e duradores hábitos. Fazer dietas é o exemplo mais comum no que diz respeito à força de vontade te desapontar. Tu podes racionalizar que apenas uma peça de bolo não te fará ganhar peso ou que, porque estás de férias, bem mereces uma fatia.

Por forma a criares hábitos de forma bem-sucedida e que sejam duradores, tu precisas de desenvolver uma grande força de vontade por forma a conseguires ultrapassares essas tentações e te ajudar a deixar de pensar que não faz mal cometer um pequeno erro, quando claramente faz. O trabalho árduo e um bom plano são os dois elementos mais importantes para se criar uma força de vontade inabalável.

A força de vontade não é criada por apenas se dizer que nunca mais se fará algo ou que vais ser bem-sucedido(a) em algo. Quando vês uma pessoa com uma incrível força de vontade que se tornou bem-sucedido(a), percebe que houve trabalho árduo e obstáculos intimidantes que ele(a) tiveram de ultrapassar antes de se tornarem naquilo que são.

Construir a tua força de vontade que te levará ao sucesso, significa que primeiro tu tens de identificar o que ganharás ao teres uma força de vontade em abundância. Estarás em boa-forma e com uma boa aparência porque tiveste a força de vontade para comer de forma saudável e exercitar? Ou queres que a tua força de vontade te ajude a trabalhar arduamente e te ajudar a atingir sucesso nos negócios.

Após identificares qual o objetivo final onde queres chegar usando a força de vontade, tu tens de criar um plano. Um plano é como um mapa que te levará onde queres chegar e consiste no conjunto de vários objetivos mais pequenos que são necessários para se chegar ao destino.

Quais são os obstáculos que provavelmente encontrarás quando tentas usar a tua força de vontade? Estes obstáculos também precisam de ser identificados e tu precisas de criar um plano sobre como irás utilizar a tua força de vontade para os ultrapassar.

Por exemplo, se estas a planear criar um negócio online enquanto manténs o teu trabalho, tu terás de resistir à tentação de te esticares no sofá a ver televisão depois do trabalho. O teu escritório em casa terá de passar a ser a tua prioridade durante algum tempo até que o teu negócio atinga o sucesso que planeaste.

Isso é utilizar a tua força de vontade por forma a conseguires o que queres e para criares novos hábitos que te levarão a ser bem-sucedido(a), tal como desejas. Até poderá parecer que está a demorar uma eternidade, mas eventualmente tu terás criado um novo hábito de sucesso e todos te invejarão pela tua extraordinária força de vontade.

O Que Te Priva de Criares Bons-Hábitos?

Hubstaff

Já foi provado psicologicamente que são precisos 21 a 30 dias para se criar um hábito. O problema é que, assim que o hábito é formado, estes ainda não está profundamente enraizado no teu cérebro, por forma a tu te aperceberes quais os benefícios (ou as consequências). O hábito, quer seja bom ou mau, tem de ser constantemente repetido.

A teoria dos 21 ou 30 dias seria fantástica se realmente funcionasse. Deixaria de haver obesidade, afinal de contas todos poderiam comer de forma saudável por 21 dias. Os cigarros seriam coisa do passado e ninguém teria problemas de raiva.

Infelizmente, os 21 ou 30 dias são só o começo da mudança para se formar um hábito. Deve-se estar fortemente comprometido por forma a se continuar a repetir o novo hábito, até que este se torne algo natural.

Existem mais coisas na criação de um bom-hábito do que apenas se depender da força de vontade ou do poder de se enraizar tal no teu cérebro por um certo tempo. Se estás a tentar criar alguns bons-hábitos na tua vida que te farão sentir melhor, mais satisfeito(a) ou mais bem-sucedido(a), aqui vão algumas dicas para considerares:

  • Muda um hábito de cada vez – Tentar deixar de fumar e de comer gorduras ao mesmo tempo, é preparaste para falhares. Qualquer que seja o vício que tenhas, precisarás de toda a tua concentração, como tal começa com apenas um hábito até que este esteja definitivamente enraizado e depois o outro.
  • Começa com passos pequenos – Passos pequenos, em vez de um passo gigante, pode te levar onde queres chegar mais rapidamente e ter um maior impacto, do que tentar fazer tudo de uma vez. Por exemplo, compromete-te a escrever duas páginas do livro por dia, em vez de tentares escrever um capítulo de uma vez.
  • Procura por ajuda se necessário – Se achas que criar um bom-hábito ou te livrares de um velho hábito é mais difícil do que esperavas, procura pela ajuda de um profissional ou de um grupo de pessoas que têm o mesmo problema. Por exemplo, um médico poderá te dar um medicamento para tomares nos primeiros dias de deixar de fumar.
  • Não te desmotives – Todos somos diferentes e poderá te levar mais tempo a criar um bom-hábito do que para outros. Permite recompensares-te a ti mesmo(a) por te manteres no bom caminho para a criação do bom-hábito, cabeça para cima e continua a andar para a frente se tiveres um pequeno deslize.

Tenta saber mais sobre o porquê de teres de lidar com o mesmo velho hábito, vezes e vezes sem conta. Um mau-hábito poderá envolver como te relacionas com os outros, a necessidade de te sentires aceitado(a) ou inúmeras outras razões.

Quando perceberes porque é que o tal hábito te atormenta, mais facilmente poderás dar os necessários passos para corrigir tal situação e criares novos e bons-hábitos.

E então, que novos hábitos queres adotar e quais os maus que vais deixar de lado?

Deixa a tua resposta nos comentários e partilha este artigo nas redes sociais.

  • 8
    Shares

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.