Hubstaff
Freelancers

6 Ideias para Ganhar Dinheiro Online

O mundo online é um mundo imenso e que nos proporciona várias ferramentas para criar os mais diversificados tipos de negócios.

Sendo trabalhador remoto online, a nossa maior preocupação é o facto dos nossos rendimentos serem muito irregulares.

Quando se começa, nem sequer sabemos quando será que vamos ter o nosso primeiro contrato. Mas, mesmo depois de se entrar no ritmo, este ritmo pode não render aquilo que gostaríamos.

Claro que tudo depende dos serviços que estás a oferecer e dos conhecimentos que tens para poderes contar com uma oferta de trabalho mais consistente ou não.

No entanto, podes sempre encontrar outros tipos de negócios, relacionados com o que já fazes ou não, de forma passiva ou mesmo ativa, por forma a gerares mais rendimentos online.

E não, não estou a falar de esquemas de pirâmides ou qualquer tipo de “marosca” mais suspeita para fazeres “milhões”. Estou a falar de formas de negócio legítimas, algumas que requerem algum investimento, outras que nem por isso.

Cabe a ti decidir o que melhor se adapta aos teus conhecimentos e estilo de vida.

6 Ideias de Negócios Online

Começa um Blog

Está cada vez mais fácil criar um Blog e gerar rendimentos através deste. No entanto, é importante que percebes que não é trabalho fácil.

É importante criar conteúdo de forma frequente e que este eduque, informe ou entretenha os seus visitantes. Afinal de contas são estes mesmos visitantes que poderão te ajudar a ter um rendimento através do teu blog.

Como já deves de saber, a internet é um mundo tão vasto e com tantas ferramentas disponíveis que podes sempre criar uma forma nova de ter rendimentos através do teu blog.

Book Gift - www.wook.pt

No entanto, aqui vou referir as mais utilizadas pelos “blogueiros” que por aqui andam.

  • Marketing de Afiliados

O Marketing de Afiliados é um tipo de publicidade em que tu partilhas um link próprio no teu blog, referente a um programa que tu achas que ajudaria em muito os teus seguidores, que está de acordo com o tema do teu blog, e se um visitante clicar no link e aderir a um dos planos do programa em causa, tu recebes uma percentagem.

Esta percentagem pode ser entre 30% e 70% do preço do serviço ou produto que vais publicitar. Imagina que fazes referência a um programa que seria tão útil para os teus seguidores e que estes podem adquirir por um valor mínimo mensal de $30 e que a percentagem é de 30%. Com a promoção deste programa tu poderás obter, no mínimo, €9 por mês!

Claro que cada empresa adota a sua estratégia e cada afiliado promove o produto ou serviço à sua maneira. No entanto, por norma tu escreverás um artigo específico sobre o produto em causa, no qual mostras quais são todos os benefícios do mesmo e onde dás o link que te foi dado pela empresa para que estes testem e subscrevam o mesmo.

Se 10 das pessoas que virem o teu post subscreverem o produto, tu receberás €90 por mês. É sempre uma boa ajuda financeira.

  • Publicidade Pay Per Click (PPC)

O Pay Per Click é o sistema adotado pela Google AdSense, por exemplo, em que tu recebes um valor cada vez que alguém clica nessa publicidade.

E este sistema é muito simples. Basta te registares, seguires os passos que te dão, disponibilizar espaço no teu site onde a publicidade irá aparecer e ficar a aguardar por receberes o teu dinheiro no final do mês.

A Google atribui um código ao teu blog ou website e identifica qual o assunto para poder mostrar publicidade relacionada.

Imagina que o teu blog fala de animais de estimação, aparecerão apenas artigos publicitários referentes a animais de estimação e cada vez que alguém clicar nesse link tu receberás um valor que poderá variar entre €0,50 e €5.

Claro que quantos mais tráfico tiveres no teu blog, maior será o rendimento que poderás ter através do PPC.

  • Vende os teus próprios produtos digitais

Quer seja um eBook ou um Curso, podes sempre os vender diretamente no teu site. Sendo que com este tipo de produtos o lucro é só teu!

De acordo com o assunto que abordas, poderás criar diferentes produtos digitais que os teus visitantes podem adquirir no teu blog.

Há quem venda Kits para as Redes Sociais (Imagens feitas para que possas partilhar as tuas novidades nas várias Redes Sociais), ou Kits de Fotografias que podem ser utilizados para qualquer fim, os Livros e os Cursos online, e muitos mais! Basta usares a tua imaginação e seres criativo(a).

  • Vende os teus serviços

Como Freelancer, por exemplo, podes oferecer os teus serviços no teu próprio blog e não precisas de te limitares a websites dedicados.

  • Aceita donativos dos teus visitantes

Existem blogs ou sites que disponibilizam a opção para os seus visitantes darem donativos através do PayPal por exemplo.

Se tiveres muitos seguidores e o teu conteúdo for muito útil, há quem se disponha a “oferecer um café” e, como diz o outro, “Grão a grão enche a galinha o papo”. Se cada um oferecer o valor de um café, já poderás ter dinheiro para pelo menos pagar a hospedagem do teu blog online.

  • Cria programas de subscrição
Free Delivery on all Books at the Book Depository

Ou seja, podes disponibilizar no teu site uma parte privada em que é preciso pagar uma mensalidade para aceder ao conteúdo privado.

Pegando o exemplo da venda de fotografias online, tu podes disponibilizar um “cantinho” no teu blog em que, após um pagamento mensal que tu defines, as pessoas podem aceder a uma base de dados das fotos que tu disponibilizas e que só poderão ser acedidas aquando dessa subscrição.

Claro que terás de disponibilizar um número inicial de fotografias e depois ir adicionando com alguma regularidade, por exemplo, 20 fotografias novas todos os 15 dias ou mensalmente.

Este tipo de subscrição pode ser ajustado conforme o conteúdo ou tema do teu blog.

Abre uma Loja Online (e-Commerce)

Quer sejam produtos feitos por ti ou mesmo a revenda de produtos que andem por aí, existe um mundo de oportunidades.

Podes criar uma loja online de raiz ou optar por uma das plataformas existentes online, como o Shopify para a revenda de produtos ou mesmo o Etsy, dedicado à venda de produtos feitos à mão.

Hoje com a hipótese de optares pelo “Dropshipping” em que deixas de te preocupar com ter espaço para armazenares o material em stock e apenas tens de te preocupar com a publicidade e a satisfação do cliente final, são muitas as alternativas para se criar uma loja online.

Escreve um Livro e vende na Amazon

Com o programa da Amazon “Self-Publish a Book” está cada vez mais fácil publicar livros e vendê-los online.

O teu livro pode ser vendido como um eBook ou mesmo com a opção física em que só depois de ser feita a compra é que o livro é impresso. Isto evita a necessidade de ter livros em stock e tu só tens de te preocupar em escrever o melhor livro possível e em publicitá-lo.

Cria um Curso Online ou um Produto Digital

Como já referi, este tipo de produtos pode muito bem ser vendido no teu próprio website ou blog. Até pode ser o tipo de produto que vendas na tua loja online (eCommerce), no entanto, também podes encontrar websites dedicados para disponibilizares o teu curso ou produto digital.

Por exemplo, podes colocar os teus cursos online na Udemy onde milhares de pessoas procuram por cursos sobre os mais variados assuntos.

E quanto aos produtos digitais, estes podem também ser vendidos no Etsy se forem produtos feitos por ti. Dá uma vista de olhos e vais ver que encontrar muitos produtos digitais que basta pagar e depois imprimir, como Autocolantes ou “printables” que podes utilizar no teu Bullet Journal ou Agenda.

Começa um Vlog no YouTube!

O Vlog acaba por ser o mesmo que o Blog normal, no entanto o conteúdo é sempre apresentado em vídeo.

As estrelas do YouTube conciliam os seus canais com os seus blogs e através do YouTube promovem produtos, seus ou de terceiros que disponibilizam uma comissão, e tens sempre a publicidade do PPC como já referido.

Sabes quando estás a ver um vídeo no YouTube e lá vem mais uma publicidade no meio?! É isso mesmo. Funciona como o AdSense da Google e o YouTuber recebe por cada clique.

Torna-te num Influencer

Quer seja no Instagram, YouTube ou qualquer rede social, os Influencers estão cada vez mais na moda.

Estes são pessoas que estão nas redes sociais e que têm um grande número de seguidores desejosos por saber quais as novidades no mercado e quais os teus concelhos.

Os Influencers recebem por aconselharem produtos de diferentes empresas.

Por exemplo, pessoas que adoram viajar e que partilham as suas experiências nas redes sociais, indicando os melhores hotéis, restaurantes e até mesmo sítios a visitar. Muitas das suas recomendações rendem um bom dinheiro, até porque as empresas que os procuram só têm a ganhar com a exposição que estes fazem dos seus serviços ou produtos para os milhares de seguidores que têm.


Aqui ficaram 6 bons exemplos de tipos de negócios que podes começar online, alguns que requerem mais investimento do que outros, uns que necessitam de mais disponibilidade a longo prazo do que outros, no entanto qualquer um deles pode ser uma solução para tu teres mais rendimentos mensais ou mesmo serem a tua fonte de rendimento única.

Hubstaff

Conforme a tua disponibilidade e conhecimentos, algumas soluções serão mais fáceis do que outras ou mais apropriadas.

Caso sejas um Freelancer ou trabalhes por conta de outrem e tenhas pouco tempo para disponibilizar a uma outra atividade, talvez seja melhor pensar em algo que te traga um rendimento extra passivo.

Ou seja, dedicas mais tempo na criação do produto e depois de o colocares à venda online, ficas a aguardar os lucros.

Será o caso dos Livros, da criação de Cursos ou mesmo o uso de programas como o do AdSense da Google em que ficas a aguardar que as pessoas cliquem na publicidade.

Claro que existirão mais possibilidades de tipos de negócios online, no entanto aqui apresento as opções mais utilizadas e/ou conhecidas e que estão provadas serem honestas e credíveis.

Deixa um comentário com a tua ideia ou mesmo experiência quanto a formas de gerar rendimentos extra online.

  • 5
    Shares

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.